Bolsonaro falta a depoimento na PF e desmoraliza a ordem judicial do ministro Moraes

Obrigada, Bolsonaro

Jair Bolsonaro simplesmente desconheceu a ordem judicial

Julia Chaib, Marianna Holanda e Jos Marques
Folha

O presidente Jair Bolsonaro (PL) decidiu no prestar depoimento Polcia Federal (PF) nesta sexta-feira (28) e ir recorrer, no Supremo Tribunal Federal, da deciso do ministro Alexandre de Moraes. O depoimento do presidente estava marcado para as 14h. Em seu lugar, compareceu o advogado-geral da Unio, Bruno Bianco, que apresentou um documento alegando o direito de ausncia de Bolsonaro no interrogatrio.

Segundo auxiliares palacianos, prevaleceu o entendimento da AGU de que ele no obrigado a comparecer PF, como determinou o ministro do STF na vspera. A AGU ir agora recorrer da deciso.

VAZAMENTO – A intimao para que o presidente falasse com os investigadores ocorre no mbito do inqurito que apura vazamento de investigao do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sobre ataque hacker s urnas.

Na manh desta sexta-feira, interlocutores da AGU mantinham em conversas o mesmo posicionamento apresentado a Moraes em uma petio dois dias antes.

A avaliao de que Bolsonaro no obrigado a depor se baseia em julgamentos do STF de duas aes (ADPF) sobre conduo coercitiva. Em 2018, por maioria, o STF decidiu que o instrumento, que ganhou notoriedade em casos da Lava Jato, inconstitucional e fere o direito do investigado de ficar em silncio e no produzir provas contra si mesmo.

INTERFERNCIAS – ?Nesta sexta, mais cedo, mas sem citar o STF, Bolsonaro falou em “interferncias” no Poder Executivo. “[Em 2021] enfrentamos tambm outras atribulaes. Interferncias no Executivo, as mais variadas possveis”, disse.

“Sempre, da nossa parte, jogando com aquilo que ns temos e aquilo que ns juramos respeitar por ocasio da nossa posse, a nossa Constituio”, completou Bolsonaro.

Na manh de hoje, durante o evento com a presena de Bolsonaro, a Secretaria de Comunicao no quis comentar a deciso de Moraes.

###
NOTA DA REDAO DO BLOG
E agora, Moraes, vai encaminhar Cmara pedido de impeachment de Jair Bolsonaro por crime de responsabilidade (descumprimento de ordem judicial)? Conforme antecipamos aqui na Tribuna, sua ordem judicial foi completamente desmoralizada pelo presidente Bolsonaro e no vai acontecer nada, rigorosamente nada. (C.N.)

10 thoughts on “Bolsonaro falta a depoimento na PF e desmoraliza a ordem judicial do ministro Moraes

  1. Moraes tem que mandar pedido de impedimento do tosco Cmara, s assim ele se livra de ser desmoralizado por um vagabundo cachaceiro, ladro e ex-presidirio.

  2. Finalmente um ponto para Bolsonaro. O STF precisa ser freado.
    Tem cometido as maiores barbaridades. Quando era contra Lula e o PT tinham apoio da imprensa.
    Agora, at o PT fica com olhar de paisagem e apenas finge indignao.
    Espero que esta seja a primeira de muitos enquadramentos necessrios para o STF conhecer seus limites.

  3. PROVOCAO INSTITUCIONAL.
    inacreditvel que o Ministro Moraes, do STF, “mande” o presidente Bolsonaro depor Polcia Federal. Trata-se de uma flagrante afronta ao que determina a Constituio Federal. O presidente no desmoralizou o senhor Moraes. Ele, o ministro, se desmoralizou sozinho, quando se achou e se acha acima da Carta Magna. Seus pares, pelo menos os mais sensatos e legalistas, deveriam alert-lo para o bvio da independncia e harmonia entre os poderes, que ele reiteradamente tem maculado. Nada disso bom para a imagem da Corte Maior. O que o ministro Moraes quer colocar e est colocando podemos afirmar com a maior tranquilidade “non ecziste”, royalties para o padre Quevedo e o editor da TI (pelas reiteradas bem humoradas menes).

  4. KKK no gosto do mito, no sou seu apoiador mas desta vez o cara acertou certinho na mosca, bem no meio do alvo. O ministro cabea de ovo quebrou a cara, e vai ficar por isto mesmo. Pelo menos uma vez um dos onze sinistros levou uma invertida, em meio a tantas arbitrariedades cometidas por eles. E vai ficar por isto mesmo. Vitria do mito.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.