Maluf e o Procurador de Nova Iorque

Tendo seu nome entre os procurados em 181 países, o “governador” de São Paulo anunciou: “Vou processar esse procurador”. Ele soube, mandou recado, que estava “estudando com a Interpol, incluir seu nome entre os procurados, também no Brasil”. Maluf rapidamente desistiu do processo.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *