Pesquisa qualitativa mostra que Ciro terá um peso maior do que se pensa na eleição

Ciro Gomes não deve indenizar DCM por dizer que é 'tudo picareta'  contratado pelo PT

Como “segunda escolha”, Ciro Gomes arrasa todos os demais

Matheus Leitão
Veja

O ex-ministro Ciro Gomes, candidato do PDT à presidência, é o mais bem colocado na lista de “segunda escolha” dos eleitores, segundo a última rodada da pesquisa Ipespe. Enquanto sem Ciro na disputa presidencial, Lula ganharia no primeiro turno com 57% dos votos válidos, como já mostrou este espaço, sem Lula, Ciro daria um grande salto.

É que o pedetista lidera com 27% a lista daqueles que são escolhidos como segunda opção, caso o primeiro candidato do eleitor deixe de estar na corrida para o Palácio do Planalto.

DIZEM OS NÚMEROS – Para se ter uma ideia, depois de Ciro, João Doria é o melhor colocado neste retrato de “segundo escolha” da pesquisa Ipespe. Mas, com 20 pontos a menos, marcando 7%. Em seguida, vem Lula, com 4%, e Bolsonaro com 2%.

Pode não parecer importante, mas esse questionamento aos entrevistados da nova rodada da Ipespe serve para avaliar o potencial de crescimento dos candidatos no primeiro turno.

Também leva a entender o quanto os candidatos da disputa estão perto dos respectivos tetos. Bolsonaro, por exemplo, está pertíssimo do seu, como informado aqui. Já Ciro, não, mas dependeria da retirada de Lula do pleito, o que não vai ocorrer em 2022, diferentemente de 2018.

DIZ LAVAREDA – De qualquer forma, a coluna questionou o cientista político Antônio Lavareda, responsável pelo Ipespe, sobre este dado.

“Tem importância, sim. Para ele, Ciro, tem muita. Ciro é o ‘reserva’ do Lula. Se Lula não pudesse concorrer ele daria um salto”, respondeu Lavareda.

Ou seja, repetindo de forma mais clara: enquanto Lula ganha no primeiro turno se Ciro desiste, Ciro entraria de vez no páreo se Lula abandonasse o pleito.

NOME ALTERNATIVO – O candidato do PDT é o que melhor encampa o discurso “nem PT, nem Bolsonaro”, mesmo não sendo da terceira via, e mesmo estando sempre, durante toda sua vida, à esquerda do espectro político brasileiro.

Ciro deveria ao menos, já que quer manter a candidatura, olhar com mais atenção os números das pesquisas, e tentar explorar isso aos eleitores da esquerda brasileira.

Prefere, contudo, ter um minuto de holofote debatendo com um humorista sobre quem está certo.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Excelente análise de Matheus Leão, que demonstra a importância das chamadas pesquisas qualitativas. Como o segundo nome preferido, ganhando longe de todos os demais, especialmente Lula e Bolsonaro, é claro que Ciro pode surpreender nessa eleição. Depois voltaremos ao assunto, com mais detalhes. (C.N.)

7 thoughts on “Pesquisa qualitativa mostra que Ciro terá um peso maior do que se pensa na eleição

  1. Matheus Leitão, ainda não virou Leão, ao que consta. Na verdade, tá todo mundo com o Leão na Cabeça porém sem coragem para assumir a fera que cada um tem dentro de si.

    • “Pesquisa qualitativa mostra que Ciro terá um peso maior do que se pensa na eleição”
      PS. Pesquisa ou o INMETRO, aferindo a balança?

  2. Muito interessante este aspecto levantado pela análise que ninguém tinha observado antes. O Ciro tem que ter muito cuidado com debates do tipo do que aconteceu com o humorista, pois deve ter cuidado da forma como se defende, para o que ele diga não ser usado contra ele, não deve nunca perder o equilíbrio e medir as palavras, mas com certeza este embate serviu para furar a bolha onde o Ciro estava encerrado e possíveis eleitores ambos os líderes das pesquisas e que não fazem parte de qualquer das “seitas” destes dois, pois, houve muitas visitas nos sites que falaram sobre o embate entre eles, e acessaram a referida entrevista, com isso é possível ter aumentado o número de eleitores dispostos a ver seus pontos de vista e suas propostas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.