Piada do Ano! Silêncio indicaria que Bolsonaro não tem preocupação com inquérito sobre interferência na PF

Bolsonaro optou pelo desgaste político ao risco jurídico

Bruno Boghossian
Folha

Em silêncio, Jair Bolsonaro disse muito. O presidente avisou ao Supremo que não vai prestar depoimento no inquérito aberto para apurar suas tentativas de interferência no comando da Polícia Federal. A intromissão foi registrada em gravações e declarações públicas, mas ele sugere ter motivos para não se preocupar com a investigação.

Há sete meses, Bolsonaro estava emparedado pelas acusações feita pelo ex-ministro Sergio Moro. O presidente se enrolou nas explicações, admitiu que gostaria de trocar a chefia da PF no Rio por interesse de seu grupo político e indicou que a mudança tinha relação com aliados sob investigação no STF.

AMEAÇA – Depois de se beneficiar de uma aliança com Moro, Bolsonaro trabalhou para deteriorar a imagem do ex-juiz. O governo percebeu o perigo daquele episódio e reagiu apavorado –ao ponto de lançar uma ameaça nada velada de golpe de Estado para responder a uma decisão processual burocrática sobre um pedido de apreensão do celular do presidente.

Bolsonaro saiu das cordas porque conseguiu fazer com que o caso esfriasse. As acusações perderam destaque com o avanço da pandemia, e a coalizão forjada no Congresso deu a impressão de que o governo estava protegido de tumultos políticos.No campo judicial, o inquérito foi engolido por discussões sobre a forma do depoimento do presidente: escrito ou presencial.

ACUSAÇÃO – Ele fingiu espernear e acusou o STF de tratamento injusto. O tribunal não tomou uma decisão final, mas o advogado-geral da União mandou avisar que Bolsonaro decidiu “declinar do meio de defesa que lhe foi oportunizado”.

O presidente abre mão de se defender porque sabe que o caso tem tudo para ser guardado numa gaveta. Com a expectativa da impunidade, ele evita o risco de se embananar e dar munição aos investigadores.

De quebra, Bolsonaro ainda desarma um potencial holofote para Sergio Moro. A investigação era um dos poucos palanques políticos do ex-juiz. Ele deve encolher um pouco mais se o inquérito for arquivado.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGMesmo jornalistas importantes como Bruno Boghossian correm risco de ser vítimas de “informações exclusivas e preferenciais”,  fornecidas por alguma fonte ligada ao Planalto. Nessa matéria, por exemplo, a realidade é totalmente  diversa dos informes que foram passados ao analista da Folha.

Bolsonaro está preocupadíssimo e precisa encontrar uma maneira de arquivar o inquérito. As provas contra ele e sua “confissão de culpa” na reunião ministerial indicam que ele pode ser processado, condenado e até sofrer impeachment. Apenas isso. Ontem mesmo, o relator Alexandre de Moraes deu seguimento ao inquérito, pedindo que a Procuradoria se manifeste sobre o depoimento de Bolsonaro.  

O excelente jornalista Bruno Boghossian deveria revelar e desmoralizar sua fonte no Planalto, que “plantou” a mesma informação falsa junto ao repórter Gerson Camarotti, que também publicou. E vida que segue, como dizia nosso amigo João Saldanha. (C.N.)

7 thoughts on “Piada do Ano! Silêncio indicaria que Bolsonaro não tem preocupação com inquérito sobre interferência na PF

  1. O grande mal repousa sobre o eleitorado, que elegeu um mandátario incapaz de discernir e dissociar Órgão de Estado de órgão da “mãe Joana”. -Ah, mas ninguém adivinha! Sim, é óbvio: só que o nosso presidente já vinha revelando-se ser um lixo moral há 28 anos.
    O uso do GSI, sob o comando do mariola Augusto Heleno, em defesa do Flávio Bolsonaro, foi apenas um dos casos que vieram à tona!
    Por outro lado, entendemos ser difícil admitir que alguém sujeite-se a apanhar, com uma arma ao alcance da mão; mesmo que seja a bengala de um cego que esteja passando por perto!

  2. KKK ambos jornalistas só estão seguindo o manual da extrema imprensa, divulgam as fakes news e nem se dão ao trabalho de verificar as fontes. Ambos quebraram as respectivas caras, pagaram um mico monumental. Bem feito.

  3. Excelente frase de Bruno Boghossian:
    “Depois de se beneficiar de uma aliança com Moro, Bolsonaro trabalhou para deteriorar a imagem do ex-juiz”.

    A matéria trata das hábeis articulações do Planalto para salvar o Governo.
    Mas com o Centrão jogando a favor, o risco de o Pr sofrer um Impeachment é qualquer coisa próxima de zero vírgula zero zero.

    Em tempo: não esqueçamos que uma das habilidades do Big Center é sua semelhança com o camaleão, que pode morder caso julgue melhor.

  4. Puxa…Carlão…vamos virar essa página meu velho amigo..dos tempos da TI…
    Puxa…pegue outros assuntos use a nossa Internet em outros assuntos…vc..sabe muito bem que tudo isso não vai dar em nada…tudo isso é uma lama…tão profunda…bem vc sabe sua longa trajetória neste ramo sabe a fundo desta podridão toda…TODOS…com rabo preso…em todos os poderes…Abraços e saúde para vc meu prezado amigo e familia…
    YAH ALLELUYA sempre….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *