Presidente do Clube Militar ataca Renan e Omar Aziz e os compara a Beira-Mar e Marcola

Texto de viés golpista foi publicado no site do Clube Militar

Lauro Jardim
O Globo

Num texto curto, mal escrito e de viés golpista, Eduardo José Barbosa, presidente do Clube Militar, atacou Omar Aziz e Renan Calheiros, comparando o presidente e o relator da CPI da Pandemia aos chefes das duas mais poderosas facções criminosas do Brasil, Fernandinho Beira Mar (Comando Vermelho) e Marcola (PCC).

Depois de criticar a CPI comandada por  Aziz (“um senador cuja família foi presa recentemente por acusações de esquema de corrupção no Amazonas”) e Renan (“um dos campeões em denúncias de corrupção, cujos processos acumulam mofo e traças nas gavetas dos “foros privilegiados”), Barbosa atirou: “Utilizando uma expressão usada nas mídias sociais, temos os `Marcolas e Fernandinhos beira mar´ investigando a atuação da polícia no combate ao tráfico de drogas”.

INTERVENÇÃO – No texto, intitulado “O poder das trevas no Brasil” e publicado no site do Clube Militar, o general da reserva invoca o uso do “Art 142 da Constituição Federal (vigente) para restabelecer a Lei e a Ordem.”. O artigo 142 é comumente usado por golpistas que o interpretam como uma autorização para a intervenção militar sob o pretexto de “restaurar a ordem”.

E brada: “Que as algemas voltem a ser utilizadas, mas não nos trabalhadores que querem ganhar o sustento dos seus lares, e sim nos verdadeiros criminosos que estão a serviço do `Poder das Trevas´”.

###
ÍNTEGRA DO TEXTO:

“O Brasil é a Pátria do evangelho! Natural, portanto, que o poder das trevas queira destruir nossa Nação”.

Evidente que, embora muitos acreditem literalmente nesta citação, ela abre esse nosso pensamento tão somente para sintetizar o momento que atravessa nosso País, afinal, como muitos dizem, bastou a eleição de um Presidente que acredita em Deus para que todo o inferno se levantasse contra ele.

Os acontecimentos protagonizados nos últimos dois anos pelo STF e pelo Congresso Nacional bem demonstram essas afirmações. O Estado Democrático de Direito, que pressupõe respeito às Leis vigentes, particularmente à Constituição Federal, só serve para aulas em cursos universitários porque, na prática, não é respeitado pelo Legislativo e Judiciário.

Normas processuais sofrem mudanças de interpretação para atender a réus poderosos. Se não conseguem inocentar o bandido de estimação, basta encontrar subterfúgios para anular processos, a ponto de um Ministro do STF afirmar que o combate à corrupção é prejudicial ao país pois causa prejuízos maiores que a própria corrupção. Esquece esse Senhor, que com sua capa preta bem lembra as trevas que representa, que o prejuízo não contabilizado nesse seu nefasto voto diz respeito à investidores que retiram seus recursos de países onde impera a corrupção.

Esse mesmo Tribunal, que ignora a Constituição, conferiu poderes para governadores e prefeitos usarem a pandemia para desviarem dinheiro público e não tratar adequadamente a população, agora culpando o Presidente que eles impediram de coordenar as ações.

E como “as trevas” têm poder devastador, no dia 27 de abril de 2021, instalou-se uma CPI no Senado Federal, encabeçada por um senador cuja família foi presa recentemente por acusações de esquema de corrupção no Amazonas, composta por aliados dos governantes corruptos e tendo como relator um dos campeões em denúncias de corrupção, cujos processos acumulam mofo e traças nas gavetas dos “foros privilegiados”. O resultado dessa “investigação” todos já sabemos: culpar o Presidente por aquilo que não o deixaram fazer. Ou por não usar as máscaras utilizadas por alguns para se esconder da população. Utilizando uma expressão usada nas mídias sociais, temos os “Marcolas e Fernandinhos beira mar” investigando a atuação da polícia no combate ao tráfico de drogas.

Um certo ex-presidente, condenado por corrupção, mas que está em campanha, representando “as trevas”, acostumado a mentir mundo afora, declarou que nossa Suprema Corte é acovardada. Claro que é mais uma de suas mentiras. Os integrantes têm muita coragem pois criaram sua própria constituição federal e se auto elegeram presidentes da república. Acovardados, por conveniência de terem seus processos engavetados, são nossos Senadores que não iniciam processos contra aqueles Ministros que cometem crimes de responsabilidade, como escrito na Constituição oficial vigente.

Acovardados são os nossos congressistas, que também por interesse próprio, não aprovam prisão em primeira ou segunda instância, como ocorre no mundo inteiro.

Acovardada é a população que aceita o cerceamento de suas liberdades pétreas passivamente.

Acovardada é a extrema mídia que, para ajudar o “poder das trevas”, tenta destruir a reputação de um presidente democraticamente eleito disseminando notícias distorcidas e as vezes falsas.

Acovardados são os que defendem a liberdade de expressão desde que o dito seja favorável à ideologia destrutiva que pregam.

Acovardados são os que usam suas canetas de luxo para tentar calar os apoiadores da verdadeira democracia, que lutam pelos seus direitos listados no artigo 5º da Constituição oficial vigente, garantia inquestionável de um país genuinamente democrático.

Acovardados são aqueles que, não satisfeitos com a facada, querem sangrar o Presidente eleito até a morte.

Portanto, se neste cenário atual, o Poder Executivo, único dos três poderes que está sendo obrigado a seguir a constituição a risca, que utilize o Art 142 da Constituição Federal (vigente) para restabelecer a Lei e a Ordem. Que as algemas voltem a ser utilizadas, mas não nos trabalhadores que querem ganhar o sustento dos seus lares, e sim nos verdadeiros criminosos que estão a serviço do “Poder das Trevas.”

 
“Brasil acima de tudo”

Gen Div Eduardo José Barbosa
Presidente do Clube Militar

Rio de Janeiro, 28 de abril de 2021

23 thoughts on “Presidente do Clube Militar ataca Renan e Omar Aziz e os compara a Beira-Mar e Marcola

  1. Outro serviçal do mito de araque. patético um general se prestar a papel de moleque de recado. e com texto de quinta categoria. Desespero rimando com incompetência.

  2. TENHO EM MÃOS, HÁ MAIS DE 20 ANOS, O MEGAPROJETO DE RESOLUÇÃO E REDENÇÃO DO BRASIL, da política e do povo brasileiro, para os próximos 500 anos, com começo, meio e fim, mas, infelizmente, durante todo esse tempo, tenho sido discriminado pela mídia e pelos partidos, e, por conseguinte, impedido de levá-lo ao conhecimento do conjunto da população. O saudoso Nelson Rodrigues tinha razão, O PIOR DA POLÍTICA DO BRASIL É A MALANDRAGEM E, SOBRETUDO, O TAL COMPLEXO DE VIRA-LATA, instalado nas cabeças da mídia, do partidarismo e do militarismo, politiqueiro$, e seus tentáculos, velhaco$, que os fazem pobres de espírito, pequemos demais e incapazes de pensar e menos ainda deixar o Brasil pensar além dos EUA, da China, da Ásia, da Europa-mãe e, enfim, além do mundo dito civilizado, aos quais vivem tecendo loas até face aos espirros de Joe Biden, batendo continência à bandeira norte-americana e palmas até para arremessos laterais norte-americanos. Deus não é sádico, Ele é apenas caprichoso. Não obstante a minha pequenez e insignificância universal de simples mortal humano, Ele me fez portador de um megaprojeto novo e alternativo de política e de nação, completo, com começo, meio e fim, ano-luz adiante dos EUA, da China, da Europa e do resto do mundo, que coloca o Brasil na vanguarda democrática do mundo civilizado, para o qual, há mais de 20 anos, tenho pedido espaço de divulgação na mídia para que a boa nova chegue ao conhecimento da população interessada, bem como tenho tentado colocá-lo na cena eleitoral, mas, infelizmente, todas as portas, partidárias e midiáticas, encontram-se fechadas para o Novo de Verdade, a Nova Política de Verdade, o novo caminho para o novo Brasil de verdade, porque evoluir é preciso. https://www.cartacapital.com.br/mundo/biden-celebra-fim-do-periodo-trump-os-eua-estao-avancando-de-novo/?fbclid=IwAR3PNd_5m4C_a7vaYBUcNtjDXRirtrj_0tbRPXZSyaiWXtz4OQim33PQ9hc

  3. Mas que coisa!!
    Voltamos década de 50 em que tínhamos preocupação com o clube militar????
    E para isso que servem boas aposentadorias???
    Para conspirar???
    Aposentado do INSS não tem tempo pra conspirar
    Tem que sobreviver

  4. Com relação ao Escritório do Crime ter se mudado de mala e cuia para o planalto – nenhuma palavrita!

    Generais que batem continência para criminosos milicianos têm a moral tão elevada quanto apartamento de minhoca.

  5. Chamar esse boçal de Ridículo é elogiá-lo.
    Demente, decrépito, patético, certamente estará no dia 1º com uma bandeirinha do Brasil presa no… sei lá onde, cantando o Hino Nacional, berrando “mito, mito…” e com a camisa da asquerosa CBF, antro de corruptos, aquela que perdeu de 7×1 em pleno Maraca.

  6. E esse Clube Militar está mais para Cartel de Cali… não foi militar que transportava drogas em aviões da FAB? Talvez também em navios…

  7. Repete-se no discurso do general presidente do Clube Militar, a patética demonstração de um militar querer ser político, então lemos um texto ridículo, mal escrito, precário e simplesmente apelativo, nas utilizações das palavras Deus e trevas.

    O general excedeu-se em pouco espaço para escrever tanta bobagem, que deveria estar fora de si no momento.
    Começar dizendo que somos a “Pátria do Evangelho”, percebi que o conteúdo ou seria jocoso ou, então, uma soma de pensamentos desconexos e contraditórios simultaneamente.

    E, sem maiores cuidados, o general classifica os opositores de Bolsonaro como gente das “trevas” onde, na sua ideia deturpada da realidade, o atual inquilino do Planalto enfrenta as forças do mal, representadas pelo STF e Legislativo.
    Típica história para criança dormir.

    Agora, quando o militar discorre sobre quem ele denomina de acovardados, e cai de pau em cima do povo:
    “Acovardada é a população que aceita o cerceamento de suas liberdades pétreas passivamente.”
    O general deveria complementar a sua frase escrevendo ao final:
    “E também as FFAA, que nada fazem para impedir o avanço das trevas”.

    A acusação deveria ser reflexiva, tanto para o povo, quanto para os militares.
    Por que seríamos nós a ir para a luta, se a obrigação é do Exército??

    Ridículo, para dizer o mínimo.
    Discurso de uma pessoa debiloide, sem referências com a verdade, que sai postando suas interpretações sem considerar o quanto está sendo insensato, um falso temente a Deus, um democrata do humor, um acusador que aponta o seu dedo sujo para às demais pessoas fora de seu círculo.

    Deprimente, deplorável, um reles amontoado de palavras que não diz coisa com coisa!

    Essa, de o povo é que deve ir à luta em defesa de suas “liberdades pétreas”, foi a frase mais idiota e imbecil que li nos últimos tempos!
    Se o general se voluntariasse para liderar o povo, se encabeçasse a resistência contra as ameaças às nossas liberdades … porém nos mandar para a guerra enquanto fica em casa ou no clube, ainda bem que ele está na reserva, pois imagino no comando de uma tropa em meio a uma batalha, a tragédia que não aconteceria sob as suas ordens!

    Che, mas o Exército se transformou no quê??!!
    Nisso daí?!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *